sábado, 1 de agosto de 2009

Lixo: problema metropolitano!!!

No dia 31 de julho, quinta feira, participei juntamente com o vereador Professor Joaquim (Moreno) e os moradores de Areias, Jardim Uchoa, além de movimentos estudantis e ambientalistas, de Caminhada para protestar contra a instalação de uma usina para tratamento de lixo, naquele local. O espaço é considerado Área de Proteção Ambiental (APA) e um dos últimos pontos de Mata Atlântica da Cidade. Além de ser contrário à usina, o movimento defende a transformação da mata em um parque. A mata tem 192 hectares. No entorno, estão 11 bairros onde vive uma população de 270 mil pessoas.
Como vereador, integrante do Parlamento Comum da Região Metropolitana, tenho convicção de que o destino dos resíduos sólidos doméstico, industrial e hospitalar, deve ser tratado como um problema metropolitano, pois envolve os 14 municípios de nossa região, e por isso, precisa de uma política que tenha como gestão, o governo do Estado de Pernambuco. É urgente a necessidade de se criar aterros sanitários públicos para solucionar esses conflitos, que causam problemas entre os municípios, a exemplo de Jaboatão, Recife, Igarassu, Paulista e Moreno.

Abaixo: registro do movimento (diariodepernambuco.com.br)

Vereadores Fábio Barros (Paulista) e Professor Joaquim (Moreno), presentes na caminhada.

Aproximadamente 500 pessoas participaram da caminhada.

Augusto Semente, um dos coordenadores do movimento em defesa da mata do Engenho Uchôa>