quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Marcha mundial pela Paz chega em Pernambuco

O governador Eduardo Campos e o prefeito do Recife, João da Costa, receberam nesta quarta, (16), no Palácio das Princesas, comitiva internacional responsável pela Marcha Mundial Pela Paz e Não Violência. A representante do evento em Pernambuco, Cristiane Prudenciano, liderou o grupo formado por mais de 15 pessoas. Pernambuco foi o primeiro Estado do Brasil a receber a Marcha.

Governador Eduardo Campos e o Prefeito João da Costa recebem os integrantes da Marcha Mundial pela a Paz e não Violência

A Marcha Mundial pela Paz e Não Violência é uma campanha mundial simultânea que está acontecendo em diversos Países de todos os cinco continentes. Um grupo de 100 pessoas, de várias nacionalidades percorrerá o mundo em 90 dias, para que se escute o clamor de milhões de pessoas que querem a paz, o fim das guerras no mundo e de toda forma de violência. O percurso começou no último dia dois de outubro, na Nova Zelândia e prossegue até o próximo dia dois de janeiro, na Cordilheira dos Andes, Argentina.

Vereador Josenildo Sinesio, Governador Eduardo Campos e o Vereador Fábio Barros


Vereador Josenildo, Prefeito do Recife João da Costa, Cristiane Prudenciano coordenadora da Marcha da Paz em PE e o Vereador Fábio Barros.

A marcha teve concentração na Praça da República seguindo em caminhada até a Praça do Arsenal onde foi realizado show musical com a presença de vários artistas locais.

Vereador Fábio Barros no palco da Praça do Arsenal, falando sobre a Paz ameaçada pela falta de aplicaçao do Estatuto do Desarmamento em vigor no Brasil

"Mais de 40 mil pessoas morrem por arma de fogo leve no Brasil todos os anos, precisamos desarmar para promover a paz que desejamos... peço a comissão internacional que leve essa nossa preocupação para os trabalhos de conclusão na Argentina" (Fábio Barros)

A violência é um problema mundial, que cresce principalmente nas regiões metropolitanas do nosso país e nós que acreditamos e trabalhamos para a garantia dos direitos humanos, não poderíamos ficar distantes desse valioso encontro das diferenças, para chamar atenção para a paz mundial. A adesão do governador Eduardo Campos e do Prefeito do Recife, João da Costa fortalece o movimento, pois são parceiros importantes na efetivação de políticas que promovam a paz em nosso Estado.


Paz pela paz!