quarta-feira, 24 de março de 2010

1ª Conferência de Ciência, Tecnologia e Inovação.



Como integrante da Coordenação do Setorial de Ciência e Tecnologia do PT Estadual gostaria de informar a todos sobre a importância da 1ª Conferência de Ciência, Tecnologia e Inovação,(CECTI), que terá início, dia 25 de março, às 9h e se estenderá por dois dias, no Campus da Universidade Federal de Pernambuco, (UFPE). A 1ª CECTI, organizada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco (SECTMA), deverá reunir a comunidade científica, empresarial e a sociedade civil do Estado para debater temas como fomento à inovação, interiorização do conhecimento, divulgação e popularização da ciência, energias limpas, mudanças climáticas, tecnologias portadoras de futuro, entre outros.
Os interessados em participar da 1ª CECTI podem fazer a inscrição no hotsite da conferência, no endereço eletrônico: http:// www.sectma.pe.gov.br/cecti/, onde devem fazer o download da ficha, preenchê-la e enviá-la para o e-mail: cecti@sectma.pe.gov.br.

terça-feira, 23 de março de 2010

Câmara aprova por unanimidade Código Ambiental da Cidade do Paulista


O Código Ambiental da Cidade do Paulista, que pretende instituir a Política Municipal de Meio Ambiente com o objetivo de prover a cidade de uma legislação capaz de criar mecanismos de controle para conservação, defesa e melhoria do meio ambiente, não se trata apenas de mais um mecanismo para proteção de áreas verdes, mas também de promover qualidade de vida para as gerações presentes e futuras de toda a cidade.

O artigo 30 da Constituição diz que todo município deve ter um Código Ambiental. Paulista avança  ao  criar um código que reúne todas as questões ambientais, numa legislação moderna. Assim o objetivo dessa discussão é construir uma lei que seja clara e que pactue com a população a necessidade do cumprimento de seus artigos. Os desafios da legislação é estabelecer uma autoridade ambiental local e construir bases legais para a busca do meio urbano ecologicamente equilibrado para o desenvolvimento de uma cidade sustentável com controle social.

Este projeto de lei, de nossa autoria, e aprovado em primeira sessão na câmara de vereadores do Paulista, nesta terça-feira, 23 de março, será discutido em plenárias, audiências públicas e seminários com o conjunto da sociedade: universidades, estudantes, movimentos sociais, comunitários, catadores de material reciclável, gestores e outros, para que no final quando definitivamente aprovado este código tenha a participação direta de todos na sua formulação e não apenas a vontade do legislador.

Precisamos conservar, protejer, defender e melhorar nosso meio ambiente:
Foz do Rio Timbó em Marinha Farinha