quarta-feira, 6 de junho de 2012

Semana Nacional do Meio Ambiente: conscientização e preservação ambiental


Rio Timbó, Maria Farinha - Paulista/PE 


Entre os dias 05 e 09 de junho comemora-se a semana nacional do Meio Ambiente. De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), na última terça-feira (05/06), Dia Mundial do Meio Ambiente, o Brasil foi sede das celebrações globais. Durante toda esta semana instituições públicas, privadas, organizações não governamentais (ONG’s) e milhares de pessoas realizaram, cada qual a sua maneira, uma série de atividades em torno da conscientização e preservação ambiental. As ações individuais, os grandes eventos e as diversas campanhas espalhadas pelo mundo contribuem, mas não são suficientes. Em nosso cotidiano, nós podemos contribuir. Mas, de que forma?

Aqui no blog, vamos dar início a uma série de matérias com dicas e informações sobre conscientização e preservação ambiental.

“Terra, Planeta Água” – A Terra possui 70% de seu território ocupado por água. Entretanto, somente 3% desse total é doce e 0,01% está disponível para consumo. Pesquisadores e organizações mundiais acreditam que a água ainda será o elemento mais disputado entre os homens. Atualmente, cerca de 250 milhões de pessoas no mundo enfrentam problemas com a escassez. Outro grande problema que assola o planeta é a poluição. Anualmente, morrem cinco milhões de crianças infectadas por doenças provenientes do consumo de água sem tratamento. A maioria dos casos ocorre em países pobres, que não possuem estrutura adequada de saneamento básico.

O Brasil possui a maior bacia fluvial do mundo e, mesmo assim, ainda não tem uma distribuição uniforme. Portanto, algumas regiões convivem com a falta de água. A maioria dos grandes centros urbanos sofre pela distância dos rios e pelo excesso populacional. Nestas regiões, a contaminação das águas é bem maior devido a quantidade de resíduos despejados nos rios.

O melhor caminho a seguir é a preservação. Podemos começar em nossas casas aderindo a pequenas mudanças de hábitos conscientes (e bastante eficazes), como:

    •         diminuir o tempo no banho para evitar o desperdício de água;
    •         fechar a torneira enquanto o escova os dentes e lava os pratos;
    •     varrer a calçada;
    •     manter em dia a manutenção dos equipamentos hidráulicos para evitar vazamentos;
    •      conhecer a fonte de água: rio, lago ou aquífero que abastece nossa casa. Uma vez que quando conhecemos, nos preocupamos mais ainda com o desperdício de água.

Não é preciso esperar grandes eventos para mostrar que somos capazes de preservar o ambiente do qual fazemos parte: A NATUREZA.

Com informações do site Ciclo Vivo